Se pararmos de desejar que as coisas perdurem, não iremos sofrer quando elas desmoronarem.
Tout a une fin
Em coro, admito: você é mais bonita que um solo do Jimmy Page, que um verso do Cartola, que a voz da Nina Simone, que um álbum dos Beatles, que os olhos do Chico. Quando a gente se encaixa, o refrão fica tão mais bonito. É a mesma sensação de passear na beira de um lago em algum jardim no mês de maio. Em Paris, talvez. Eu, sol bemol; você, fá sustenido; e a gente se toca no mesmo arranjo. Cá entre nós: até um lá menor fica maior aqui, quando estamos juntos no mesmo acorde.
— Eu me chamo Antônio. (via revejo)
Eu nunca te beijei, nunca olhei os teus olhos, nunca abracei você, nunca dormirmos de conchinha ou agarradinhos, nunca sussurrei Eu Te Amo no teu ouvido, nunca fiz carinho nos teus cabelos até você dormir, nunca fiz amor contigo, nunca chorei ao ouvir tuas palavras e promessas. É, sem duvidas, a distância dói, dói muito e só sente quem passa por aquilo, quem sente sabe o tamanho da saudade, é uma saudade enorme, sabe? Parece que nunca vai acabar e a cada dia que passa só aumenta. Quem passa por isso sabe o quanto é ruim desejar ter aquela pessoa por perto e não ter.
— Dói não ter você aqui comigo. (via revejo)
Felicidade não se perde, para ser encontrada. Felicidade se constrói.
Londres, 1999.  (via relevoar)
Devemos escolher as palavras tão bem como escolhemos os amigos.
As Crônicas de Nárnia. (via relevoar)
Esconda seus medos. Com o tempo eles ficam invisíveis até mesmo pra você.
as vezes eu me pergunto o que eu fiz de errado pra merecer tanta gente trouxa na minha vida
Eu não esqueci. Se há uma coisa que ainda tenho é memória. O que é péssimo. Se eu esquecesse as coisas de vez em quando, todos nos estaríamos um pouco mais felizes.
Os 13 porquês.  (via partilhada)
Onde quer que eu vá, o que quer que eu faça, sem você não tem graça.
Capital Inicial   (via futuro-heroi)

FS ©